Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Destaques  >  Notícia

Boxe olímpico para crianças e jovens da cidade

Por   /   3 de outubro de 2017  /   Nenhum Comentário

Treinador formado em Cuba trabalha como voluntário ensinando jovens e crianças

Meninos e meninas com idade a partir dos 11 anos podem praticar boxe olímpico

 

 

 

O treinador Tainã Graeff Campoli procurou apoio da Secretaria Municipal da Cultura, Esporte Turismo para iniciar projeto que desenvolve para crianças e jovens a prática do boxe. Formado em Educação Física em Cuba, Tainã é especialista em boxe olímpico. A modalidade esportiva é muito tradicional na ilha caribenha e por isso tem formação específica. Conversando com secretário Valdir Kirst, recebeu espaço físico para realizar os treinamentos.

O treinador tem motivação pessoal para levar o esporte de forma gratuita a adolescentes com idade entre 11 a 18 anos, e também para adultos que apreciam o boxe.

– Primeiro, quero colaborar para ocupar as crianças e jovens, retirando-os da ociosidade que pode colocá-los em risco nas ruas. Em segundo, penso que seja possível descobrir novos talentos para aperfeiçoá-los – comenta.

A Secretaria de Desporte disponibilizou uma sala no Ginásio Nenão para os treinamentos, que ocorrem três vezes por semana: segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 18h.

– O Tainã é um jovem profissional que está trazendo experiência e conhecimento, mesmo formado em outro país, com o diploma não aceito no Brasil, tem nosso reconhecimento e apoio para essa iniciativa que contribui para a formação de nossas crianças e jovens – destaca o secretário.

Em Cuba, Tainã atuava como treinador. Quando voltou para Não-Me-Toque, cidade natal de sua mãe, ganhou oportunidade de trabalhar na academia de Junior Wentz (WJ Fitness). O projeto que desenvolve como voluntário é recente e já tem a participação de mais de 20 alunos. Ainda há vagas disponíveis e interessados podem praticar uma aula experimental.

O projeto oportuniza a participação de todos os interessados, indiferente do gênero (masculino ou feminino). Quem quiser colaborar também pode, pois são necessários materiais de treinamento como luvas e protetor bocal. Todo o material que vem sendo utilizado é particular.

 

Comentários

Comentários

Tags: , , , ,
    Imprimir       Email