Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Agronegócios  >  Notícia

Erosão está de volta aos solos agrícolas

Por   /   12 de junho de 2017  /   Nenhum Comentário

O extraordinário volume de chuvas registrado no mês de maio (553mm em Não-Me-Toque), e que continua neste início de junho (185mm até dia 8), além de danifi­car estradas e pontes, está deixando um rastro de erosão nas lavouras. O engenheiro agrônomo da Emater de Passo Fundo, Cláudio Dóro, confirma que está encorrendo uma grande perda de solo e de nutrientes devido ao abandono de prática conservacionista importante, como o terraceamento.

Produtores rurais postaram fotos no Facebook comprovando as ocorrências de erosão e a necessidade de andar mais em nível com as máquinas. Foto: Luiz Carlos Wiedthauper

 

Entre os dias 27 e 28 de maio teve um pico de 185mm de precipitação em NMT. Foto: Deisi Talamini

– A partir da adoção do plan­tio direto, ocorreu uma mudança por acomodação do agricultor. A grande maioria não seguiu o plantio em nível, plantando morro abaixo e morro acima. Estamos vendo muitas coxilhas com valetas e voçorocas – comentou.

D’Oro lembrou que desde o verão do ano passado o índice pluviométrico está acima da mé­dia e neste momento pegou o solo sem cobertura, causando muita perda de solo e de nutrientes, além de causar assoreamento de rios. Na opinião do técnico, o agri­cultor deve voltar a adotar práticas para conservar aquele que é seu maior patrimônio, a terra. Entre essas práticas, ressalta o plantio em nível, construção e a manutenção de terraços de base larga.

 

 

 

Comentários

Comentários

Tags: , , ,
    Imprimir       Email