Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Cultura e lazer  >  Notícia

O retorno dos imigrantes holandeses a terra natal

Por   /   17 de Janeiro de 2014  /   Nenhum Comentário


O Sindicato Rural foi o local de encontro da comunidade holandesa de Não-Me-Toque receber a antropóloga e pesquisadora holandesa, Renate Stapelbroek, que possui em sua linha de pesquisa estudos antropológicos no campo cultural e especialista na área de história oral.

A sua pesquisa sobre a imigração holandesa relata o retorno dos imigrantes holandeses ao país natal. Segundo a pesquisadora no mínimo 20 famílias em grande número de pessoas nos anos de 1960 a 1970 retornaram para a Holanda.

Em seu artigo com o nome “Retour Brabant-Brazilië” é um rico estudo da cultura holandesa ilustrando em um dos seus subtítulos ‘Vluchtkolonie’ Não-Me-Toque – que em português significa – “Colônia de Refugio” NMT. A palestra da antropóloga foi apresentado no dia 30 de dezembro e organizado pela Associação Holandesa de NMT.

O estudo aborda correntes de imigração holandesa no Brasil. E conta a trajetória real dos imigrantes que vieram trabalhar nas comunidades rurais católicas. No subtítulo a “Colônia de Refugio” NMT a pesquisa relata a história da colonização alemã e italiana que teve inicio nos primeiros anos do século XX entre 1900 e 1915.

Mais tarde com a chegada dos primeiros imigrantes holandeses nos inicio dos anos 50 a autora descreve NMT na época.

– Em 1953, a vila tem cerca de 1.200 habitantes, dos quais mais de 200 holandeses. Os padres holandeses ligados ao local, Ginásio São Francisco Solano, acolhe as famílias católicas com os braços abertos. Não só espiritualmente, mas também materialmente – descreve a autora.

Relata inclusive o curioso significado para o nome da cidade que é inspirado no arbusto com tronco espinhoso cientificamente conhecido como spinescens dasyphyllum, mas também o começo da expansão dos holandeses na região.

– Em comparação com seus vizinhos alemães e italianos os holandeses trouxeram as suas experiências de Holambra e métodos modernos de produção para a região. O clima e solo com preços da terra relativamente baixos e a presença dos padres ajudaram os agricultores até na obtenção de empréstimos do Banco do Brasil – relembra.

Colheitas, condições estruturais das famílias, língua e dialetos, diferenças de cultura, conquistas e a passagem de imigrantes holandeses no sul do Brasil ao seu retorno a Holanda está no “Retour Brabant-Brazilië” que pode ser lido no site www.renatestapelbroek.nl. (o texto não está em português, mas o leitor pode colar em programa de tradução).

 

Comentários

Comentários

Tags: , ,
    Imprimir       Email